007 contra o Satânico Dr. No (Dr. No, 1962)

O primeiro filme de James Bond é estrelado por Sean Connery e dirigido por Terence Young. A Bond-girl é Ursula Andress, que, sinceramente, é bonita mas não me atrai muito (conheço ela por nome apenas por este filme, mas não sei mais nada que ela fez na vida). O filme é um dos melhores da fase de Connery, mas ainda não tem alguns elementos que se tornariam marcas registradas da série, como a abertura tradicional com a tela virando alvo de Bond, o bonachão “Q” e o próprio logotipo de 007. Notam-se também alguns elementos mambembes na produção, como o “dragão” que vive na ilha do vilão e os malfeitores que combatem Bond no começo do filme (muito fracotes). No entanto a estória até que é boa e consegue sustentar o filme, porque vale a curiosidade de saber como tudo começou para Bond. Destaque para a cena da tarântula que percorre o corpo de Bond e que ele mata a chineladas: na verdade ela anda sobre uma superfície de vidro colocada entre o animal e 007.
Nota 6,5 – ***
Veja abaixo o trailer original do filme (em inglês)
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: