Conduta de Risco (Michael Clayton)

(Suspense, 14 anos. Direção de Tony Gilroy. Com George Clooney, Tom Wilkinson e Sidney Pollack. Duração 01h59min)

Nos últimos anos, o ator George Clooney se dividiu entre dois tipos de filmes: os sérios com questões políticas e morais, como Boa Noite e Boa Sorte, e os que são pura diversão, como a trilogia 11/12/13 Homens e um Segredo. Pois este Conduta de Risco pertence ao primeiro grupo (felizmente).

Escrito, montado e, pela primeira vez, também dirigido pelo nova-iorquino Tony Gilroy – roteirista da trilogia Bourne e também dos ótimos suspenses Eclipse Total e Advogado do Diabo – o longa é um thriller político, sombrio e cerebral sobre o mundo das grandes corporações e as maquinações por trás do mundo dos negócios, particularmente envolvendo questões jurídicas.

Clooney (que também é um dos produtores do filme) vive aqui o advogado Michael Clayton, especialista em ocultar operações duvidosas de grandes corporações. Como ele mesmo se define, é um “faxineiro, não um milagreiro”. Ele trabalha numa grande firma de advocacia e é capaz de “limpar” qualquer coisa, desde acidentes de carro até desonestidades cometidas por políticos. Já sua vida pessoal não está nada boa, pois não tem tempo para o filho e está atolado em dívidas de jogo. Mas além disso tudo ele está cansado do seu trabalho e de ter que correr riscos constantes para limpar o nome de terceiros. Como já fizera com o protagonista da trilogia Bourne, Gilroy coloca o personagem central questionando a si mesmo a todo instante, o que agrava sua grande crise moral interna e seu descontentamento com a própria vida.

Seu chefe (interpretado pelo cineasta Sidney Pollack, de Tootsie), entrega-lhe uma nova tarefa: dar um basta nas besteiras de Arthur Edens (Tom Wilkinson, o vilão Carmine Falcone de Batman Begins), um dos mais importantes funcionários da firma de advocacia, que tenta sabotar os casos envolvendo uma empresa química que pode ter envenenado diversas pessoas. Essa é a grande chance de Clayton dar a volta por cima, só que a trama vai tomando contornos extremamente arriscados.

Tom Wilkinson faz um excelente trabalho e é candidato a uma indicação ao próximo Oscar de ator coadjuvante. A trilha sonora é do experiente James Newton Howard (fez também as trilhas de O Fugitivo, Colateral, King Kong 2005). O filme já arrecadou mais de 66 milhões de dólares em todo mundo desde sua estréia nos EUA, no começo de outubro, o que significa que Tony Gilroy começou muito bem sua carreira como diretor.

Veja abaixo o trailer original do filme em inglês, com legendas em português


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: