Tropa de Elite (Elite Squad, 2007)

(Elite Squad. Ação/Drama, 16 anos. Brasil, 2007. Direção de José Padilha. Com Wagner Moura, André Ramiro e Caio Junqueira. Duração 01h58min)

O filme retrata, com extremo realismo, o treinamento e a prática do Bope (Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar), grupo especializado no combate ao tráfico nos morros cariocas, visto por meio da trajetória de três oficiais (interpretados por Wagner Moura, Caio Junqueira e André Ramiro). Vencedor do Urso de Ouro de Melhor Filme no Festival de Berlim 2008, o filme foi visto por 2,4 milhões de pessoas nos cinemas brasileiros, arrecadando mais de R$ 20 milhões, e traz como material extra no DVD entrevistas com 13 membros da produção do filme e mais de 80 fotos das filmagens.

Durante entrevista concedida quando do lançamento do DVD, o diretor José Padilha qualificou de “estúpida” a crítica negativa da revista americana especializada Variety, que classificou o filme como “fascista, de ultra-direita e promotor da violência”. “A crítica deles foi particularmente estúpida. Primeiro, porque o sujeito falou que o Brasil é um país de 10 milhões de habitantes. Aí, no parágrafo seguinte, diz que 11,5 milhões de brasileiros viram o filme. Ele não sabia contar, deu duas informações erradas na sequência“, afirmou Padilha, que acrescentou que “as pessoas que chamam o filme de fascista não fazem a menor idéia do que é o fascismo“.

A consagração de Tropa de Elite como melhor filme do Festival de Berlim impulsionou ainda mais a carreira internacional do longa-metragem. O filme já está negociado para toda a Europa (onde deve ser exibido em junho) e a previsão é que seja lançado nos EUA pela Weinstein Company, co-produtora e também distribuidora do filme, entre final de março e início de abril. Em maio, deve participar da mostra oficial do Festival de Cannes como um dos filmes concorrentes à Palma de Ouro.

O roteiro traz a estória de dois amigos de infância, Neto e Matias, o primeiro de  classe média e o segundo filho de empregada doméstica. Ambos realizam o sonho de infância de se tornarem policiais militares, dividindo o tempo entre as operações nos morros cariocas e as aulas numa faculdade particular. Decepcionados com a instituição, entram para o BOPE (Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar). Wagner Moura interpreta o capitão de uma das unidades do BOPE, que precisa aliar a pressão do trabalho com o dia-a-dia de seu casamento. O filme arrecadou cerca de US$ 14 milhões em todo o mundo.

Uma resposta

  1. Filmaço… mas achei a edição do pirata, melhor.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: