Com críticas negativas, estréia em 311 salas superprodução da Warner sobre a era pré-histórica

10.000 A.C.
(10.000 B.C.)
(Aventura, 12 anos. EUA, 2008. Direção de Rolland Emerich. Com Steven Strait e Camilla Belle. Duração 01h49min.)

A presença da jovem atriz norte-americana Camilla Belle – filha de uma brasileira – é uma das atrações da ficção pré-histórica 10.000 A.C., estréia nacional desta sexta-feira em 311 salas de cinema em todo Brasil (o filme, aliás, é lançado simultaneamente em 8 países incluindo Brasil e EUA). A direção e o roteiro são do cineasta Roland Emmerich (de Independence Day e O Patriota). Camilla Belle interpreta a heroína Evolet, moça de olhos azuis cujo destino está ligado ao futuro de uma tribo que a adotou, depois de um massacre que dizimou seu próprio povo.

Esta super-produção da Warner Bros. é um filme épico sobre o passado pré-histórico dos seres humanos, baseado em uma idéia que o diretor alemão Roland Emmerich teve há mais de dez anos. Ambientado em 10 mil anos antes de Cristo, o filme narra a sa ga do jovem D’Leh, um caçador de mamutes interpretado por Steven Strait, e sua aventura para liderar um exército na travessia de um vasto deserto, lutando contra tigres dentes-de-sabre e outros predadores pré-históricos. Em sua arriscada missão, o guerreiro e o exército que lidera acaba de encontro a uma civilização perdida, e ele precisa lutar para salvar Evolet, a mulher que ama (Camilla Belle), das mãos de um temível e maldoso chefe de tribo.

A direção ficou a cargo do idealizador do projeto, Roland Emmerich, que levou às telas super-produções bem-sucedidas em bilheteria mas extremamente criticadas pela crítica (e por esse blog), como Independence Day, Godzilla e O Dia Depois de Amanhã. Com roteiro de Robert Rodat (de O Resgate do Soldado Ryan), o filme foi rodado na África do Sul, e marca a primeira parceria entre a Warner Bros. e Emmerich.

Camilla Belle, de 21 anos, nasceu na Califórnia, mas é filha de uma brasileira, Deborah, nascida em Santos. Fala português fluentemente e quase sem sotaque gringo. “Treino português em casa, com minha mãe e assistindo a noticiários e à novelas“, contou. E é das novelas que ela gosta mais. Segundo Camilla, há muitos atores talentosos na TV brasileira que não são reconhecidos internacionalmente. “Tenho a Globo Internacional em casa e vejo muitos atores com quem gostaria de trabalhar“, disse ela, sem conseguir citar um que goste mais. Fã de cineastas brasileiros como Fernando Meirelles e Cao Hamburger, Camilla Belle afirmou que sonha em fazer um filme no País. “Vamos ver se acontece”, despista a atriz, quando questionada se já tem convites para estrelar uma produção brasileira.

Veja aqui o trailer do filme em Flash Player.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: